Domingo, 1 de Julho de 2007

Professor e aluno

Rogério fixou o olhar sobre alguém que passa. Acelerou o passo, contornou umas outras tantas pessoas que o rodeavam, correu tanto quanto pôde e finalmente alcançou esse alguém. A idade mudou um pouco as expressões do seu rosto, o cabelo esbranquiçado já gasto pelo tempo, o olhar meio triste de alguém que vive em solidão profunda, cabisbaixa, uma tristeza imensa fazia dela, uma outra pessoa.

            - Professora?

            - Sim?

            - Sou eu, o Rogério, não se lembra de mim?

            Rogério tinha sido seu aluno, jamais se esquecera dos momentos de infância, os momentos em que o encontro de todas as manhãs entre os seus colegas e Professora, era algo de mágico. Rogério não se lembra de algum colega de Escola, chorar para ir para a sala de aulas, ficar de castigo ,  sentir-se envergonhado por algo que a Professora tivesse dito, ser esbofeteado. Todos eram um pouco “mimados” pela Professora, sem que Rogério se apercebesse de qualquer diferença de tratamento para com algum aluno em especial. Eram todos tratados de igual forma. Jamais se esquecera, que o seu pai, em cada vez que se deslocava à Escola, era sempre bem recebido, tal como todos os outros pais. Que orgulhoso Rogério ficava ao ver o seu pai, ser tão bem tratado pela Professora. No fundo eram as suas duas referências de vida que estavam frente a frente. A felicidade estampava-se-lhe no rosto, por sentir que o seu pai tal como todos os outros, era alguém a quem a Professora admirava desinteressadamente e incondicionalmente.

            -Rogério, meu querido, tantos anos se passaram, que saudades eu tenho do tempo em que leccionava. Tanto que eu gostava de …

            Calou-se por breves instantes, parecia querer reviver de novo tudo o que viveu.

            - Professora Maria, devo-lhe a si, o que hoje eu sou.

            - E o que fazes Rogério?

            - Sou pedreiro Professora, e feliz, muito feliz. Sou casado, e tenho 2 filhos uma menina com 13 anos e um menino com 14 anos.

            - Parabéns Rogério, fico muito contente. Mas, não continuaste os teus estudos Rogério?

            - Sim Professora, fiz o 2º ano do curso de Direito.

            - E porque trabalhas como pedreiro?

            - Senhora Professora, é o que eu gosto de fazer e “aquele que pensa que é demasiado grande  para fazer trabalhos pequenos é talvez demasiado pequeno para fazer trabalhos grandes”. Alem do mais, a Senhora sempre me ensinou que não há curso, amizade nem posição social ou económica alguma, que nos faça pensar que somos superiores aos outros. A igualdade é um direito ao qual não nos devemos alhear. Aprendi isso consigo, e com o meu pai, pois ambos diziam-me e lutavam pelo mesmo ideal, como que se houvesse uma consonância de pensamentos, no tempo em que era seu aluno.

            Por breves instantes, as lágrimas caíram de forma mais intensa no rosto da professora Maria, Os seus lábios sorriram, levantou a cabeça e orgulhosamente disse:

            - Não te ensinei só a ler, escrever e contar, nós, eu e o teu pai, também te ensinamos uma lição de vida.

            Despediram-se e Rogério continuou o seu caminho, recordando-se por mais uns breves instantes de algumas facetas e histórias do tempo em que ele foi aluno da Professora Maria, no fundo uma referência inevitável que ficou para uma vida inteira…e de forma positiva.

                                                                                               Carlos Gil

“A inteligência da criança é que observa amando e não com indiferença, isso é o que a faz ver o invisível”.

(Autor desconhecido)

As crianças têm mais necessidade de modelos do que de críticas.
(Joubert)

"Corrigir, ajuda; encorajar, ajuda ainda mais. Há professores que o sabem fazer...e muito bem.
(Goethe)

"Para falar ao vento bastam quatro palavras; para falar ao coração são necessárias obras".
(Padre António Vieira)

 

"O objectivo da educação é a virtude e o desejo de converter-se num bom cidadão".
(Platão)

 

"Dar o exemplo não é a melhor maneira de influenciar os outros. - É a única".
(Albert Schweitzer)

 

"Para que o mal triunfe, é apenas necessário que os bons não façam nada".

(Edmund Burke)

Música: Pro

PUBLICADO POR: carlosgil às 18:09
LINK DO POST | COMENTAR | Adicionar aos favoritos
4 comentários:
De Professor a 5 de Julho de 2007 às 18:39
É a vulnerabilidade sentimental que fortalece alguma diferenciação de trato entre Professores e alunos porquê? Os pais são os culpados. Quando se estabelece o principio das ofertas, prendas, dar-se sempre razão ao professor, compactuar com o que se acha injusto, conjugam-se factores susceptíveis de, indirectamente, o professor, quer queira ou não, diferenciar sempre o tratamento entre uns(os que apaparicam) e outros(os que não compactuam). É assim que algumas pessoas acham julgar que os seus filhos serão melhor tratados. Por experiência profissional, e por questão de princípio, nunca aceitei prendas nem nunca aceitarei. O código deontológico, também não me permite tal acto de aceitação.
Professor


De @Mota@ a 3 de Julho de 2007 às 10:44
Á bons alunos, maus alunos, bons professores, maus professores, á os professores e alunos que se recordam toda a vida, e outros que se detestam, não sei se me faço entender………………….


De GIL a 3 de Julho de 2007 às 13:12
Pois é amigo Mota. Não nos podemos esquecer que um Professor, principalmente no ensino Básico, é indubitavelmente uma referência para uma vida inteira. Se a criança sente que não é tratada de igual forma, àqueles cujos pais são amicíssimos "interesseiramente" claro, do Professor, algo vai mal no ensino. Este é o 1º passo para a desmotivação.
Obrigado pelo comentário
GIL


De Luís B. a 5 de Julho de 2007 às 12:51
Não há Professores bons nem maus. Há os que têm vontade de leccionar, e os que passam o tempo a falar do cansaço e da aposentação, e descarregam as suas frustrações nos "pescoços das Crianças". A esses segundos, evidentemente que não podem ser bons Professores.
Luís B .


Comentar post

O souselalentejo agradece a todos aqueles que nos visitam diariamente e que queiram fazer deste uma fonte de informação, divulgação e opinião. Mais uma vez se informa que este blog é gratuito, e não tem como finalidade qualquer factor de ordem lucrativa. CONTACTOS: souselalentejo@sapo.pt TRADUZA ESTA PÁGINA PARA INGLÊS/IT TRANSLATES THIS BLOG FOR ENGLISH/TRADUISE CELUI-CI BLOG POUR ANGLAIS juegos gratis

Pesquisar neste blog

 

ARQUIVOS

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


LINKS

Blog Protegido

EUROMILHÕES

Gil Souselalentejo Sousel

Cria o teu cartão de visita
http://profile.imeem.com/uepcVJ/playlist/_uCmDtBY/

blog protegido