Sábado, 3 de Maio de 2008

souselalentejo (História do Dia da Mãe)

As mais antigas celebrações do Dia da Mãe estão ligadas à comemoração do início da Primavera, na Grécia Antiga, na qual se honrava a Mãe dos Deuses - Rhea. Na mitologia grega, Rhea foi a mãe de Zeus e irmã de Kronos, considerada como uma das mais influentes deusas em Creta, Arcadia e Phrygia. Assim como a deusa Gaia, Rhea seria também considerada a mãe de todos os Deuses.

Por seu turno, em Roma, as festas comemorativas do Dia da Mãe eram dedicadas a Cybele, a mãe dos deuses romanos. O dia dedicado a esta deusa foi criado cerca de 250 anos antes do nascimento de Cristo.

Durante o século XVII, a Inglaterra celebrava no 4º Domingo da Quaresma (os 40 dias antes da Páscoa) um dia chamado "O Domingo da Mãe", dedicado a todas as mães inglesas. No Domingo da Mãe, aos trabalhadores era mesmo concedido um dia de folga e estes eram encorajados a regressar a casa e passar esse dia com a sua mãe.

 

O Cristianismo instituiu a festa da "Igreja Mãe", verdadeira força espiritual capaz de proteger os homens de todos os males. Habitualmente, esta festa da Igreja fora sendo associada também à celebração do "Domingo da Mãe".

Nos Estados Unidos, as comemorações do Dia da Mãe foram sugeridas, pela primeira vez, por Julia Ward Howe e suas colegas no ano de 1872, que se uniram para lutar contra a guerra e, segundo elas, o Dia da Mãe seria um dia de paz.

O verdadeiro Dia da Mãe está associado a Anna Jarvis, que aos

41 anos de idade perdera a sua mãe. Tal como a sua irmã Elisinore, sentiu uma grande e irremediável perda o que as levou a reflectir sobre o facto de não existirem demonstrações concretas de apresso para com as mães.

 


Anna Jarvis decidiu fazer algo, na esperança de que a celebração de um dia dedicado à Mãe iria estimular a estima e consideração dos filhos para com os seus pais, para além de incentivar os laços familiares.

Mas foi em 1907 que Anna empreendeu o esforço necessário à instituição do Dia da Mãe. Com a ajuda de seus amigos, empreendeu uma campanha por correio com vista a obter apoio de congressistas, políticos influentes e personalidades da sociedade norte-americana, com o objectivo de ser oficialmente declarada uma data comemorativa do Dia da Mãe.

Os seus esforços não tiveram o efeito desejado, e foi a 10 de Maio de 1908 que, pela primeira vez, numa cerimónia religiosa, Anna Jarvis honrou sua Mãe.
Para embelezar a cerimónia foram utilizados cravos vermelhos, a flor favorita da mãe de Anna. Desde então, os cravos vermelhos converteram-se no símbolo da mães em vida e os cravos brancos o símbolo das mães que já partiram.

 

A primeira proclamação do Dia da Mãe deu-se três anos depois, em 1910, instituída pelo Governador do Estado da Virgínia, Estados Unidos. Um ano depois, o Dia da Mãe foi a pouco e pouco sendo comemorado em todas as partes do mundo, desde o México, Canadá, Japão, no Continente Africano e na América do Sul.

Em Dezembro de 1912 foi criada a Associação do Dia Internacional da Mãe com vista à promoção generalizada desta efeméride tão especial em todo o mundo.

Em Portugal, o Dia da Mãe foi comemorado até à bem pouco tempo, no dia 8 de Dezembro, dia de Nossa Senhora da Conceição, a Padroeira de Portugal. Também o Dia 13 de Maio é ainda hoje associado às comemorações da Mãe. Porém, actualmente foram instituídas as comemorações do Dia da Mãe, no primeiro Domingo do mês de Maio.

 

 

 

A todas as mães do mundo , o souselalentejo deseja um dia feliz.

PUBLICADO POR: carlosgil às 20:49
LINK DO POST | COMENTAR | Adicionar aos favoritos
1 comentário:
De Maria José Ludovino a 3 de Maio de 2008 às 22:15
Sinto as tuas lágrimas
quando estás triste e com saudades…
Saudades dos tempos em que estávamos juntas…
Elas escorrem pela minha face,
sinto-as como filha ausente…

Ausente fisicamente,
mas presente na tua alma..
Tenho o meu pensamento em ti
e o meu coração sente o teu amor sempre…

Estamos separadas pelo destino,
tu vives aí e eu aqui…
A vida dá muito voltas!
Tanto amor separado por destino...

Mas este amor contínuo,
diluído nas nossas lágrimas,
somos e seremos inseparáveis:
Mãe e Filha!
Contínua presença:
horas, minutos e segundos…

Compartilhamos alegrias e sorrisos,
tristezas e mágoas…
Peço colo,
sinto a tua voz doce,
a tua mão,
suave e macia!

Acariciando esta carência…
Revitalizando com fortaleza assumida
Ânimo de vida!
Sinto-te sempre presente!
És a minha mãe amada querida.

Recebe o meu amor,
meu beijo carinhoso,
a minha eterna gratidão.
Estarei contigo o resto da minha vida!
Doce mãe,
minha mãe linda!


Maria José Ludovino
4 de Maio de 2008 - Dia da Mãe




Comentar post

O souselalentejo agradece a todos aqueles que nos visitam diariamente e que queiram fazer deste uma fonte de informação, divulgação e opinião. Mais uma vez se informa que este blog é gratuito, e não tem como finalidade qualquer factor de ordem lucrativa. CONTACTOS: souselalentejo@sapo.pt TRADUZA ESTA PÁGINA PARA INGLÊS/IT TRANSLATES THIS BLOG FOR ENGLISH/TRADUISE CELUI-CI BLOG POUR ANGLAIS juegos gratis

Pesquisar neste blog

 

ARQUIVOS

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


LINKS

Blog Protegido

EUROMILHÕES

Gil Souselalentejo Sousel

Cria o teu cartão de visita
http://profile.imeem.com/uepcVJ/playlist/_uCmDtBY/

blog protegido