Quarta-feira, 26 de Outubro de 2011

souselalentejo ( A REVOLTA SOCIAL)

Caros amigos:

          NADA QUE ANTES JÁ NÃO TIVESSEMOS ALERTADO.

          Não é raro falarmos da situação actual do mundo, do país e da terra em que vivemos. Desta vez faremos uma espécie de “arroz com todos” para tentarmos definir o que na alma nos vai.

          Em tempos que já lá vão, todos nós fizemos projectos de vida ao qual, tivemos em atenção
“naquele momento”, o presente, e o futuro. Preponderámos, pensámos e reflectimos sobre as nossas decisões tendo em conta (naquele tempo),  as nossas possibilidades, os nossos vencimentos, as nossas posses.

            Passado alguns anos vemo-nos a abraços com, cortes de abonos de família, cortes salariais, aumentos de taxa de IRS, cortes de regalias, cortes de subsídios, corte de subsidio de família e uma panóplia de outras coisas que mais não são do que “irem-nos ao bolso” sem que assim o tivéssemos decidido nem determinado e sem que o tivéssemos previsto. Aumentos de IVA nas compras de supermercado, gás, luz, água, combustível,  aumento de juros de empréstimos á habitação, obras e afins e etc.

            Pensamos que todos até prova em contrário devem ser pessoas de bem, quer ao nível particular, quer ao nível Estatal Central ou mesmo ao nível Local. Todos nós aquando dos termos de posse ao iniciarmos as nossas vidas profissionais, assinamos os termos dos contratos na devida altura e ambas as partes assim o concordaram. Vê-se hoje que as pessoas de bem, são as que trabalham, as que se apresentam todos os dias para o exercício das suas funções, visto que as segundas pessoas, ou seja, o patronato ou melhor, as  entidades patronais, que também assinaram os mesmos termos dos acordos, faltaram com a sua palavra. Regras mudadas, legislações alteradas nova legislação, defraudaram por completo tudo o que anteriormente fora lei. E consequentemente aquilo em que muitos Portugueses pensaram que podiam contar no passado, (para o presente ) pensando no futuro,  hoje já não podem fazer contas com o contracto que assinaram. Ou seja, Presentemente hoje, conseguem auferir de vencimento, muito mas muito menos do que aquilo que as regras da altura o indicavam.  Empréstimos de habitação, empréstimos para obras, são todos os meses revistos e aumentadas as suas prestações mensais. Vencimentos que no passado e em sede de concertação social, foram acordados, vêem-se a abraços com cortes escandalosos e etc…

            Fazendo jus ao que sabemos, intermediamente foram criadas, empresas do Estado, que mais não são do que dar vencimentos e regalias  a alguns tirando aos atrás mencionados. Alem disso, essas mesmas empresas, querem á força toda, tirar tudo mas tudo o que resta de direitos quer laborais, quer de outra índole para poderem apresentar resultados positivos ao nível de despesas e receitas. O mais grave é que colocam gente no terreno gente pequena e de mentalidade também ela pequena, ( os lacaios)  para proferir e induzir os funcionários a caírem nesse mesmo erro e nessas mesmas ( escorregadelas). Resumindo: Hoje os Portugueses vêem-se em dificuldades extremas para fazer face ás suas responsabilidades em termos bancários porque houve regras alteradas por  gente trabalhadora ( lacaios) , que a mando de outros, pensam que podem, devem e conseguem , fazer esses mesmos outros aceitar as regras impostas por aqueles que querem impor aos outros, mas que alguns poucos funcionários sabem e conhecem que não o poderão fazer por força de legislação. Impasse, tempo, espera e ansiedade denotada por quem quer impor regras cuja lei não o permite. E querem faze-lo á força de amedrontamentos, de castigos de chantagens
ao qual ( só cai quem quer). Estamos a falar claro  do sector publico empresarial e ou/ empresas
do Estado.

            Enquanto estes assistem ao desmoronar das suas regalias, e percas de vencimentos, vemos
a classe Politica a receber remunerações extra. Vejamos. Um deputado eleito por Braga, ou outro local do país qualquer, recebe por esse facto mais de 1800,00 euros de alojamento, quando esses mesmos têm casa em Lisboa, o seu local de trabalho. Vê-se no poder Local, gente a subir de categorias profissionais, todos os dias, quando o sector publico/ e ou empresas publicas do Estado, os seus funcionários vêm os seus vencimentos cortados por força da lei. Vê-se no
poder Central, gente a prejudicada a todos os níveis, quando no poder local, vê-se gente a auferir vencimentos chorudos, porque uma pessoa ou um pequeno  conjunto de pessoas assim o decidiram. Vê-se no poder central gente sem abonos de família por força da lei, quando esses abonos são dados ao poder Local para satisfazer o ego profissional a muitos, ao qual esses euros são dados sem pensarem que os mesmos são fruto de cortes de muitos contribuintes, Munícipes  inclusive crianças( abonos de família), Ninguém pensa nisso? Ninguém pensa que as contestações sociais serão mais
graves daqui para o futuro? Ninguém pensa que o poder central, e Local devem andar lado a lado e regerem-se pelas mesmas regras? Mas onde têm a cabeça  aqueles que concordaram com aumentos
descabidos, escandalosos de vencimentos a certa gente que nem um vencimento único merece, quanto mais darem-lhes mais de 60 abonos de família a uma pessoa só? ( Últimos Aumentos salariais Na Autarquia de Sousel). Querem que o Zé povinho ande satisfeito com isto? Se há gente que merece receber muito mas muito dinheiro , mais serão aqueles que no poder central deram
toda a sua vida, mais de 40 anos ao serviço, sem que beneficies desses lhes fossem dados. Pensem nestas injustiças todas. Pensem. Eu pessoalmente, , não posso admitir que o abono de família da minha filha seja para dar a estas pessoas que a Autarquia decidiu fazer remunerar em mais Euros, porque eu acho que estou em pé de igualdade para com eles. E porquê? "Porque também eu tenho cursos", mas por tê-los , ninguém me fez aumentar vencimentos. Foi uma opção minha, cuja  minha entidade empregadora, não pode, nem deve sequer, assumir, como uma obrigação, quer a minha subida de categoria profissional, quer a minha subida de vencimentos. Dizem muitos e muitos que no poder central estão.

            Pensem nisto tudo e vejam se dá ou não vontade de começar a preparar "canhões e espadas afiadas", para uma possível revolta social, que pensamos  que se dará mais tarde ou mais cedo se algo não mudar, ou se alguem não fazer mudar o rumo destas injustiças todas.

Sem mais

           souselalentejo

           


PUBLICADO POR: carlosgil às 21:08
LINK DO POST | COMENTAR | Adicionar aos favoritos
1 comentário:
De Luis Cortes a 28 de Outubro de 2011 às 17:09
O SUBSÍDIO DE NATAL OU 13º MÊS NUNCA Existiu...
Penso que já alguem tenha feito estas contas, mas em todo o caso aqui vai :

Os trabalhadores ingleses recebem os ordenados semanalmente! Mas há
sempre uma razão para as coisas e os trabalhadores ingleses, membros
de uma sociedade MAIS crítica do que a nossa, não fazem
nada por acaso!

Lembrando que o 13º MÊS em Portugal foi criado logo depois do 25 de Abril de
1974 no governo de VASCO GONÇALVES e que nenhum governo depois do
dele mexeu nisso, "fala-se agora que o governo pode vir a não pagar
aos funcionários públicos o 13º mês ou subsídio de natal.Se o fizerem,
é uma roubalheira sobre outra roubalheira.

O 13º mês é uma das mais escandalosas de todas as mentiras dos donos
do poder, quer se intitulem "capitalistas" ou "socialistas", e é
justamente aquela que os trabalhadores mais acreditam.

Eis aqui uma modesta demonstração aritmética de como foi fácil enganar
os trabalhadores.

Suponhamos que você ganha €700,00 por mês. Multiplicando-se esse
salário por 12 meses, você recebe um total de €8.400,00 por um ano de
doze meses.
€700,00 X 12 = € 8.400,00

Em Dezembro, o generoso governo manda então pagar-lhe o conhecido 13º Mês

€ 8.400,00 (Salário anual)
+ €700,00 (13º salário) =
--------------------------------------------------------
€ 9.100,00 (Salário anual + o 13ºMês)

O trabalhador vai para casa todo feliz com o "governo amigo dos
trabalhadores" que mandou o patrão pagar o 13º.

Agora veja bem o que acontece quando o trabalhador se predispõe a
fazer uma simples conta que aprendeu no Ensino Básico:

Se o trabalhador recebe €700,00 mês e o mês tem quatro semanas,
significa que ganha por semana € 175,00.

€700,00 (salário mensal) e 4 (semanas que tem o mês) = € 175,00 ( de
salário semanal)

O ano tem 52 semanas. Se multiplicarmos

€ 175,00 (Salário semanal)
X 52 (Número de semanas anuais)
-------------------
€ 9.100,00.

O resultado acima é o mesmo valor do Salário anual + o 13º salário .

Surpresa, surpresa? Onde está, portanto, o 13º Salário?

A explicação é simples, embora os nossos conhecidos líderes nunca se
tenham dado conta desse fato simples:

A resposta é que o governo, que faz as leis, lhe rouba uma parte do
salário durante todo o ano, pela simples razão de que há meses com 30
dias, outros com 31 e também meses com quatro ou cinco semanas (ainda
assim, apesar de cinco semanas o governo só manda o patrão pagar
quatro semanas) o salário é o mesmo tenha o mês 30 ou 31 dias, quatro
ou cinco semanas.
No final do ano o generoso governo presenteia o trabalhador com um 13º
salário, cujo dinheiro saiu do próprio trabalhador.

Se o governo retirar o 13º salário ou subsídio de natal dos
trabalhadores da função pública, o roubo é duplo.



Como palavra final para os trabalhadores inteligentes:

Não existe nenhum 13º salário. O governo apenas devolve e manda o
patrão devolver o que sorrateiramente foi tirado do salário anual.

Conclusão:

Os Trabalhadores recebem o que já trabalharam e não um adicional.

13º NÃO É PRÊMIO, NEM GENTILEZA, NEM CONCESSÃO. É SIMPLES PAGAMENTO
PELO TEMPO TRABALHADO NO ANO!



Comentar post

O souselalentejo agradece a todos aqueles que nos visitam diariamente e que queiram fazer deste uma fonte de informação, divulgação e opinião. Mais uma vez se informa que este blog é gratuito, e não tem como finalidade qualquer factor de ordem lucrativa. CONTACTOS: souselalentejo@sapo.pt TRADUZA ESTA PÁGINA PARA INGLÊS/IT TRANSLATES THIS BLOG FOR ENGLISH/TRADUISE CELUI-CI BLOG POUR ANGLAIS juegos gratis

Pesquisar neste blog

 

ARQUIVOS

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


LINKS

Blog Protegido

EUROMILHÕES

Gil Souselalentejo Sousel

Cria o teu cartão de visita
http://profile.imeem.com/uepcVJ/playlist/_uCmDtBY/

blog protegido