Quinta-feira, 24 de Março de 2011

souselalentejo (Primeiro Ministro demite-se. Breve historial)

Clique nos sublinhados...

O pedido de demissão de José Sócrates foi anunciado através de uma nota da Presidência da República que, contudo, salienta que o Governo se mantém “na plenitude de funções até à aceitação daquele pedido”.


“Com vista à resolução da situação política decorrente do pedido de demissão do primeiro-ministro, o Presidente da República, nos termos constitucionais, irá promover, no próximo dia 25, audiências com os partidos representados na Assembleia da República”, lê-se ainda na nota da Presidência da República.


Nessa reunião, o chefe de Estado irá ouvir os partidos para tentar encontrar outra solução de Governo dentro do atual quadro parlamentar.


Se não for possível a atual Assembleia da República gerar um novo Governo, como é previsível, o Presidente da República deverá então aceitar formalmente o pedido de demissão de José Sócrates e dar início ao processo de dissolução do Parlamento, ouvindo novamente os partidos e o Conselho de Estado.


Numa declaração que se seguiu ao encontro com o Presidente da República, Sócrates foi claro ao dizer que a crise política só poderá ser resolvida pela “decisão soberana dos portugueses”.

 

Sócrates justificou o pedido de demissão por considerar que “a oposição retirou ao Governo todas as condições” para continuar a governar. O Parlamento aprovou ao início da noite cinco resoluções de rejeição do chamado PEC 4 proposto pelo Governo, incluídas em projetos do PSD, CDS-PP, PCP, BE e Verdes, deixando em minoria o PS, que votou contra todas elas.

 

Também o líder do PSD, Pedro Passos Coelho, defendeu que será o caminho eleitoral que poderá permitir ao país ter um novo Governo “com mais força e mais determinação”.

 

Na mesma linha, o presidente do CDS-PP, Paulo Portas, defende que a democracia existe para resolver situações como a atual e até já fala em compromissos para a campanha eleitoral.


O secretário-geral comunista, Jerónimo de Sousa, também pediu que seja devolvida a palavra aos portugueses e apelou a “uma mudança de política”, afirmando que o PSD “concordava” com as propostas do Governo.


Já o líder do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, rejeitou que o partido tenha aberto a porta a um Governo de direita, alegando que o país atingiu o “limiar da resistência”, e afirmou que o seu partido quer vencer, além do PS, também o PSD.

 

IN: LUSA

 

 


PUBLICADO POR: carlosgil às 01:40
LINK DO POST | COMENTAR | Adicionar aos favoritos
O souselalentejo agradece a todos aqueles que nos visitam diariamente e que queiram fazer deste uma fonte de informação, divulgação e opinião. Mais uma vez se informa que este blog é gratuito, e não tem como finalidade qualquer factor de ordem lucrativa. CONTACTOS: souselalentejo@sapo.pt TRADUZA ESTA PÁGINA PARA INGLÊS/IT TRANSLATES THIS BLOG FOR ENGLISH/TRADUISE CELUI-CI BLOG POUR ANGLAIS juegos gratis

Pesquisar neste blog

 

ARQUIVOS

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


LINKS

Blog Protegido

EUROMILHÕES

Gil Souselalentejo Sousel

Cria o teu cartão de visita
http://profile.imeem.com/uepcVJ/playlist/_uCmDtBY/

blog protegido