Terça-feira, 15 de Fevereiro de 2011

souselalentejo ( Desabafos, haja consciência )

            Caros amigos, foram muitas as vezes em que postamos o que na alma nos vai. Foram muitas as vezes em que postamos o que achamos de direito postar e foram muitas as vezes em que desabafámos neste blog, sobre tudo o que achamos que o deveríamos fazer, em tempo certo ,  altura certa e julgamos, em hora certa. Pois esta é mais uma vez em que o fazemos, por mais que criticados sejamos, por mais que criticados e enxovalhados sejamos, por mais que condenados sejamos, diremos que este é o tempo certo, momento certo e hora certa para  ser este   mais um  desabafo, mas um desabafo que pensamos ser legitimo, tendo em atenção, que nos identificamos tal como demanda as regras deste blog.

            É inadmissível, é moralmente repreensível, é incompreensível que estando o país no estado em que está, ou seja, “Portugal desceu no fundo do poço”, estarem um quarto dos Portugueses a pagar a factura da crise, a factura da contenção, em abono desses três  quartos desses mesmos Portugueses que em nome de Portugal, nada fizeram, nada fazem e nada irão fazer , para colaborarem no sacrifício que milhares e milhares de Portugueses se vêm sujeitos. Ou seja, Não há aumentos, Paralisação nas carreiras, contenções orçamentais, estagnação nas carreiras, cortes salariais, retenção dos salários, retirada de abonos de família,  etc.…. Sabendo que um  quarto dos Portugueses, Patriotas tal como os outros três quartos,  , á custa desses mesmos poucos , estão muitos,  a subir as suas carreiras, a subir os seus vencimentos a subir a sua conta bancária , á custa do que devia ser sacrifício de todos e não  só de alguns.  Falamos assim Porquê? Muito bem , aqui vai a resposta.

 Em nome das medidas de Austeridade Muitos de nós vimos os nossos vencimentos congelados, os nossos abonos de família retirados, os próprios vencimentos diminuídos, os direitos laborais minimizados as aposentações restritivas e penalizadas, em nome do quê?

            Eis a resposta, que por mais que doa a muitos poucos certamente que terá a aprovação de muitos.

            Em nome de aumento de vencimento de outros, em nome de beneficies a outros, em nome de aumento de poder de compra de outros , resumindo, em nome de aumento de quem para esse pouco dos Portugueses, não merecem ,porque já foram varias vesez contemplados com subibas, mas que por decisão de uns pouquíssimos, merecem tudo. Perguntamos, onde está a justiça social? Onde está a igualdade de direitos? Onde está a igualdade de oportunidades, onde está a igualdade de sermos todos mas todos Portugueses de 1ª sem que muitos mas muitos se sintam Portugueses de 2ª? Fica a pergunta... O nível de produtividade é assim tanto? O Nível de satisfação é assim tanto? O nível de trabalho justifica tais regalias e tais vencimentos?

            Não podemos, não queremos, nem queremos admitir que os abonos de família dos nossos filhos, sejam para fazer face ás beneficies desses previlegiados trabalhadores . Não queremos, não podemos nem queremos acreditar que a retirada de vencimentos, a estagnação da nossa carreira, a estagnação  dos nossos índices, sejam para pagar a esses mesmos, Não queremos de forma alguma acreditar que uns poucos e bem poucos façam querer acreditar que há Portugueses de 1ª e Portugueses de 2ª , com o que aqui apresentamos. Somos um país em crise, e TODOS mas TODOS, devemos pagar essa crise, Todos mas TODOS, devemos contribuir para atenuar essa crise, TODOS mas todos, DEVEMOS colaborar para o bem estar de todos nós.

            Não sei se os bem (cursados) á distancia compreenderão esta mensagem, pois alem da formação académica deveriam ter também  a devida  formação pessoal para perceberem que   ao nível social, problemas existiriam, com a aceitação dessas regras, com  tantas e tantas subidas de categorias e de vencimentos , os mesmos saberiam que os ( desilustrados) da sociedade, iriam falar por menos formação académica que tenham, mas que se valoriza e cada vez mais a FORMAÇÃO PESSOAL, que muitos deveriam ter e não Têm.

            Nada mais a dizer a não ser que achamos injusto que se paralise completamente em termos de progressões de carreiras,  um país em nome da contenção orçamental, que se prejudique Professores, Médicos, Enfermeiros, vários Profissionais nessas áreas, Engenheiros, Arquitectos, Juristas, Juízes , Auxiliares, Maquinistas, Condutores etc,...e mais uma panóplia de Funcionários, sabendo nós que outros poucos com cursos tirados á distancia, sobem nas Autarquias, todos os dias e a todas as horas, sem que ninguém se preocupe com o esforço de muitos em detrimento de outros poucos…Já para não falarmos naqueles que nada têm que comer no seu dia a dia, por força das condições Sociais que forçosamente alguém pensa que é mera hipocrisia e falsa noticia…A fome e as dificuldades em que muitas e muitas famílias que presentemente se encontram em estado caótico, e que as mesmas qualquer saida, não conseguem ver. É moralmente inaceitavél, que uns estejam tão bem na vida, em detrimento de outros que nada.  mas nada têm que dar aos seus filhos, para os alimentar...

Para resposta a muita e muita gente que de nós ainda duvida ...respondemos...O souselalentejo, não dorme, apenas...descansa.

Sem mais…

Haja Consciência

 SouselAlentejo & Canoonline            


PUBLICADO POR: carlosgil às 21:01
LINK DO POST | COMENTAR | Adicionar aos favoritos
16 comentários:
De carlosgil a 2 de Março de 2011 às 18:19
AO SENHOR CONCORDANTE

De forma alguma queria ter para o senhor qualquer tipo de comportamento mais ou menos altruísta, em relação aos demais comentadores. Contudo só permiti o mesmo devido ás suas opiniões pouco altruístas, em relação a alguns funcionários públicos, ás quais jamais poderia ser alheio. Deve-se aplicar a noção altruísta , equitativa e em pé de igualdade , em tudo o que escrevemos e achamos. O que muito sinceramente não acho ser o seu caso.
O lucro da banca comparado ao serviço Nacional de Saúde?
O lucro no serviço Nacional de Saúde?
Produtividade?
Produtividade? Lucro?
Foi aprovado por unanimidade, ou seja, por todos, os aumentos descabidos de vencimentos e de categorias na Câmara Municipal de Sousel. Repito POR UNANIMIDADE…OU SEJA POR TODOS. Tal como foi aprovado posteriores concursos para essas funções. Pergunto que produtividade / e ou lucro dão aqueles que foram nomeados e futuramente promovidos? Repito APROVADO POR UNANIMIDADE? V. Exa. tem alguma coisa a dizer sobre isso?
V. Exa. por acaso pensa, que trabalhar Administrativamente num Centro de Saúde é só atender utentes?
Não há mais nada a fazer que atender Utentes?
V. Exa. pensa que satisfazer, ajudar e apoiar aqueles, os idosos, que de apoios dos seus familiares, não têm, que ajuda dos mesmos não existe, é fácil?
Pensa que o trabalho Administrativo da Saúde é passar credenciais de transporte? Ou simplesmente atender Utentes?
Pensa que o serviço Administrativo não engloba varias funções complexas que vão desde vencimentos, contabilidade, aprovisionamento etc…etc….etc??? V. Exa. com muita pena minha está completamente desfasado da realidade. O atendimento ao público é o mais fácil de se fazer caro amigo… Onde fica o resto? Segundo a sua forma de pensar , onde fica o resto? Na gaveta? O Sr. Naturalmente pensa como utente, obvio. Mas deveria pensar num todo. V. Exa. quando recorre aos serviços de Saúde, e se porventura tem que levar alguma injecção, acha que a agulha caiu no Centro de saúde por obra do Espírito Santo? O medicamento que lhe é administrado caiu por obra do Espírito Santo? O Enfermeiro está lá por obra do Espírito Santo? O médico está lá por obra do Espírito Santo? O Administrativo está lá por obra do Espírito Santo? Milagre…Havia tudo o que eu necessitava…Diz V. Exa..”Mas como pois os administrativos só fazem atendimento ao publico”!!!???...V. Exa. já se interrogou sobre tudo o que possa existir, num Centro de Saúde? E atenção , não temos secções, nem subdivisões nem reestruturações de Serviços. Apenas os mesmos( Serviços) Têm que ser feitos. Caro amigo , jamais eu posso falar da sua função e o seu desempenho se eu não souber o que estou a dizer. Por isso nem comento. O que me custa é V. Exa. não saber qual o desempenho dos Serviços Administrativos na Saúde e falar sem saber o que está a dizer e mais grave…de forma menos altruísta que deveria ter, tendo em atenção que V. Exa. Não teve com o seu comentário o altruísmo que deveria ter…Por razões que se V. Exa. quiser esplicar-lhe-ei pessoalmente
Mais não digo , a não ser pessoalmente pois , penso que deve V. Exa. Merecer uma explicação mais séria para que não fale o que não sabe, nem profira quaisquer comentários aos quais não é total conhecedor . Para mais informação. Sei quem V. Exa. é e por isso o seu comentário foi aprovado, e a minha resposta foi dada. Agora caro amigo, peço-lhe que tendo V. Exa. a responsabilidade que tem, não comente o que não sabe, nem profira quaisquer comentários do que desconhece.
V. Exa. sabe quem eu sou, tal como eu sei quem V. Exa. é…

Algo a dizer-me por favor contacte-me.
Abraço
Souselalentejo


De kilas o mau da fita a 21 de Fevereiro de 2011 às 18:22
Caro Gil,
Acompanho regularmente o seu blog e considero.o bastante importante para a refrescar o marasmo informativo que é este concelho onde parece reinar o unanimismo em torno de não se sabe bem o quê!
Mas não posso deixar de denunciar aquilo que, para mim, é a sua tendência inata para a demagogia fácil em que, com muita pena minha, várias vezes incorre. Quer ver?
1/4 dos portugueses a pagar a crise e 3/4 a ver a banda passar? Isso dá para uma população activa de cerca de 5 milhoes de pessoas 1250000 a pagar e 3750000 a ver passar a banda. Então desses quse 4 milhoes ninguém paga impostos? Ninguém tem salários em atraso? Ninguém perdeu prestações sociais? Ninguem ficou desempregado? Ninguém ficou com aumentos e direitos laborais congelados? Ninguém teve que sujeitar-se a trabalhar mais por menos dinheiro? Não me parece.
E agora uma opinião daquelas que costuma fazer deitar-lhe fumo:
- Havia uma maneira muito mais fácil e JUSTA, de equilibrar o défice do Estado. É mas é uma medida que já devia ter sido tomada há 20 anos atrás. Em vez de termos de chegar agora à triste sina de cortar salários na função pública deviamos ter há muito tempo, ajustado as regras laborais da função pública ao mercado privado de modo a permitir os despedimentos na função pública.
Para você que gosta tanto de questões morais, que justificação moral existe para que um funcionário publico não possa ser despedido por incompetência ou falta de produtividade? Quantos funcionários públicos existem a mais em Portugal?Veja-se o caso da Camara de Sousel, por exemplo. A camara de sousel tem o dobro dos funcionários de camaras como a do... Montijo, ambos pagos com os meus impostos. Claro que não faltará quem a seguir venha dizer: mas pois claro, a camara tem de dar emprego porque senão não há nada e é o caos, a fome e a miséria. Até pode ser em parte verdade, mas aí está-se apenas a mascarar o problema e não a procurar a solução. Mais tarde ou mais cedo, virá na mesma, o caos a fome e a miséria se ninguém produzir.
Meu caro, grande parte do problema endémico de portugal é o problema estrutural do défice do estado e o tamanho da sua máquina, o célebre «Monstro». Contudo, não se esqueça duma coisa. Você faz parte do «Monstro», portanto convinha ter mais calma ao falar dele e demonstrar-lhe, ainda que só de vez em quando, algum carinho e afeição.
Por último, para os funcionários públicos proponho o seguinte: vamos calcular para TODOS o retorno do investimento nos seus salários e não só aos tão odiados cargos de topo, ou seja, o lucro que cada funcionário público dá ao seu patrão ESTADO independentemente da posição que ocupa. Depois aqueles que se conclua que dão prejuizo ao patrão despedimo-los. Concorda? Quantas centenas de milhar acha que tinham de vir para a rua?
cumprimentos


De carlosgil a 21 de Fevereiro de 2011 às 21:21
Excelente comentário.
Produtividade? Fala-me em produtividade na função publica em termos de quê? Fala-me de Lucro? Gostaria de saber qual a sua noção de produtividade na Função Publica Para lhe responder convenientemente necessitava de saber qual a sua opinião ou noção do que é produtividade na Função Publica pode ser?
O mostro de que V. Exa. se refere é ao quê mais precisamente? Á banca? Esses sim com milhões e milhões de euros do que V. Exa. apregoa de LUCRO…!!!
Tenho razão no que digo em relação aos 1/4 e 3/4(s)... Quantos funcionários públicos há? quantos funcionários a trabalhar em empresas privadas há? quantos dos privados estão com cortes salariais? quantos Funcionários Públicos estão com cortes salariais? Faça as contas e verá que estão 1/4 dos Portugueses a pagar para outro 3/4(s).
Agradecia que o seu próximo comentário mesmo que não devidamente identificado, venha acompanhado de E-MAIL, Nº TELEMÓVEL E MORADA DE CASA, para que sele ele aprovado convenientemente.
sem mais
Carlos Gil


De kilas o mau da fita a 22 de Fevereiro de 2011 às 12:15
Caro Gil,

Começando pelo fim, ainda que tenha conhecimento que sejam essas as regras do seu blog, não reconheço a necessidade nem lhe reconheço a legitimidade para me pedir dados pessoais como seja a minha morada de casa, numero de telemovel ou endereço de email. Não há nem haverá em nenhum comentário meu afirmações de conteúdo pessoal ou difamatório, apenas venho aqui expressar opiniões nos textos que publica e que considero mais ou menos interessantes. Quer publicar, publica não quer não publica. O BLOG é seu pelo que fará o que achar melhor. Além disso, como sei que guarda o registo do IP por onde são feitos os comentários fica a salvo de ser responsabilizado de qualquer comentário menos próprio que, no meu caso, não se preocupe que não vai acontecer.
Dito isto vamos então às questões que colocou:
1º O pagamento da crise- lamento, mas continuo a discordar da sua opinião porque ela além de incorrecta e parcial é até injusta com o resto da população activa portuguesa. Senão vejamos: Todos os portugueses sofrem com o aumento de impostos, por exemplo o IVA, sejam funcionários públicos ou não. Todos os portugueses viram retirados beneficios fiscais que lhes vão agravar as declarações de rendimentos. Todos os portugueses pagadores de impostos sofrem com o aumento das prestações sociais para que se possa acudir ao aumento das prestações por subsidio de desemprego. Milhares e milhares de portugueses sofrem muito mais que os funcinários publicos a quem cortaram vencimentos, mas que têm o emprego garantido para a vida (quanto a mim um autentico escandalo nacional e privilégio absurdo nos dias que correm) ao verem as suas empresas a falir e os seus postos de trabalho destruidos como consequencia da crise económica. E ficamos por aqui para já...
2º O MONSTRO - o monstro é a máquina do estado e o numero completamente absurdo de funcionários publicos existentes em Portugal. Sabe qual é a percentagem do PIB que tem de ser gasto para pagar a rubrica orçamental dos salários da função publica? 15%. Ou seja 15% da riqueza total do país é gasto com os salários da função pública excluindo ainda os militares. Sendo que a função publica representa um total de 17,9% do total de população activa. Para ter melhor uma noção da barbaridade que isto representa repare que por exemplo na suécia para uma percentagem do PIB menor gasto em salarios a população empregada é de 33%. Se quisermos ainda ver a evolução em portugal desta despesa reparamos que a percentagem do PIB gasto em salários na função publica em 1985 era de apenas 9,6%. Isto significa milhares de milhões de euros todos os anos. O Monstro portanto é demasiado gordo para as posses do País e tem de emagrecer. Quanto à questão do lucro da banca isso é pura demagogia e uma demonstração de vistas curtas do ponto de vista macro-económico. Eu quero é que os bancos tenham imensos lucros, desde que o Estado e o Regulador façam duas coisas, a saber: a primeira que legislem no sentido de os obrigar a disponibilizar crédito para a economia real (sim, meu caro sem bancos fortes não há país que resista no modelo capitalista que quer se queira quer não é o que temos), segundo que cobrem os impostos sobre os lucros que têm. Quanto mais ganharem mais impostos pagam e mais sobra para pagar os salários da função pública! Tá a ver até você beneficiará com os lucros da banca.
3º Em relação à questão do cálculo do ROI-Return of Investiment, já não pode ser neste comentário que se me estão a acabar os caracteres, mas globalmente estamos a falar no cálculo financeiro medido entre a alocação de recursos e a medida dos indicadores de produtividade definidos para cada serviço. Mas atenção, indicadores à séria medidos por entidades competentes e não a fantochada e insulto técnico-cientifico que se chama de «Avaliação de Desempenho» na função pública.

cumprimentos e mais uma vez parabéns pelo blog


De concordante a 28 de Fevereiro de 2011 às 22:57
Antes de expressar a minha opinião não posso deixar de concordar com a expressão do Sr. Gil quando diz “excelente comentário”. Sou mesmo obrigado a dizer “excelentes comentários” os do Sr. Kilas!
Apesar de o Sr. Gil também ter colocado um post, em relação à condenação de um blogger anónimo, também não vejo necessidade de me identificar, pois guardará o meu IP, mas não lhe vai fazer falta pois não vou utilizar comentários impróprios.
Pretendo apenas expressar a minha opinião começando com uma pergunta: Porque é que a banca consegue tantos lucros?! É simples: funciona com rigorosos padrões de gestão e de optimização de recursos;
Posto isto, outra questão se impõe: E qual a atitude para funcionar dessa forma? Também todos sabemos esta resposta! Por mais pequena que seja a agencia bancária, esta funciona sempre, pelo menos, sobre a supervisão de um gerente e na maior parte dos casos ainda tem um subgerente, a quem compete seguir as orientações estratégicas da gestão.
Estes profissionais, detentores de funções bem mais abrangentes que a simples organização administrativa ou de atendimento a clientes, para manterem os seus cargos têm de apresentar resultados muito superiores aos que lhe são impostos pela administração, pois se isso não acontecer são facilmente substituídos. Da mesma forma, a todos os trabalhadores destas instituições são exigidos elevados padrões de qualidade e de produtividade. Todos sabemos que os trabalhadores da banca são melhor remunerados que os trabalhadores da administração pública, mas também todos sabemos que a banca tem resultados positivos, contrariamente ao que acontece na administração pública!! Então parece resultar desta análise que os resultados negativos da administração pública devem-se essencialmente à falta de “gerentes” e de trabalhadores com arreigada noção de responsabilidade e produtividade. Veja-se por exemplo o caos que se passa na área da saúde!
E de quem é a culpa?
Obviamente todos diremos que é do sistema! Todos sabemos que durante anos e anos as ambulâncias e os táxis deste país faziam filas nas estradas, a transportar doentes para consultas e exames, e que esses transportes eram atribuídos de forma altruísta e sem qualquer noção de racionalização de recursos!
E porque é que isso acontecia? Porque os centros de saúde e outras unidades hospitalares públicas eram geridas por profissionais com formação na área da saúde, funções que em muitos casos acumulavam com a sua condição de “médico” ou “enfermeiro”, e que obviamente se sobrepunha à de “gerente”! . Hoje, de forma cega, assistimos ao corte de quase todos os transportes e os nossos doentes encontram-se na eminência de emorrerem por falta de assistência.
E mais uma vez questiono: De quem é a culpa? Obviamente todos diremos que é do sistema! Também todos sabemos que durante todos estes anos não se alteraram as regras, pois os tão odiados dirigentes nunca foram colocados a desempenhar funções de gestão nestes Centros de Saúde mem noutras unidades hospitalares, ficando estas funções a cargo de profissionais de saúde que ainda tinham de se ocupar com os seus doentes, pois essa era a sua principal função!
Neste contexto a quem cabia verdadeiramente gerir e distribuir os serviços de saúde a realizar em unidades externas? Todos sabemos que estes trabalhos eram orientados e desenvolvidos pelos funcionários administrativos disponíveis, muitas vezes por aqueles que no contacto com o público revelavam uma atitude mais agressiva e de falta de sensibilidade para lidar com os doentes já debilitados. Desta prática, aceite pela generalidade das unidades de saúde, resultou um sistemático desperdício de recursos, pois estes funcionários administrativos não estavam dotados de competência técnica suficiente para gerir os recursos públicos. E qual foi o resultado? Foram cortados cegamente os transportes a doentes, cuja sobrevivência depende da prestação de cuidados de saúde específicos! Parece que a administração pública precisa ser mais selectiva e exigente com os seus trabalhadores, devendo admitir aqueles que revelem maior responsabilidade e noção de serviço público e despedir aqueles que não satisfaçam estes requisitos, para que, à semelhança do que se passa com a banca, possa ter resultados positivos, chamados “Lucro


De Maria José Barreiros a 2 de Março de 2011 às 13:55
Sou Funcionária do Centro de Saúde de Sousel, há mais de 38 anos e venho manifestar a minha opinião quanto ao seu comentário neste Blog.
O Sr. Não assina o seu comentário mas eu parece-me que sei a quem me estou a dirigir e só o faço porque o Sr. Tem responsabilidades neste Concelho.
Gostaria de falar com o Sr. pessoalmente, pois quanto ao que escreveu necessita de ser esclarecido nalguns pontos; Certamente reconhece que com tantos anos dedicados aos serviços de Saúde conheço melhor o que está bem ou mal no que respeita aos assuntos que mencionou.
Não me parece que o Sr. esteja certo quando diz”
Cito
“…Resulta desperdício de recursos, pois os Funcionários Administrativos não estão dotados de competência técnica suficiente para gerir os recursos públicos”…
Não posso estar de acordo pois jamais um funcionário Administrativo no nosso Concelho ou em qualquer outro passou uma credencial de transporte em ambulância e como tal o desperdício ou não de recursos não é da responsabilidade Administrativa.
Renovo o meu pedido para falar com o Sr. e quero que acredite que, sem quaisquer ressentimentos, faria muito gosto nisso, até porque este assunto merece que todos o debatamos e nos empenhemos na sua resolução pois não sou só Funcionaria, também sou Utente e é como Utente que assino.
Maria José Barreiros


De Joaquim Gil a 18 de Fevereiro de 2011 às 11:21
Passos Coelho, escreveu um livro que intitulou de "MUDAR", se chegar ao governo, como tudo indica, não pode ficar só pelo livro, e uma das coisas que tem de mudar é sobre vencimentos, propondo uma lei para que ninguém possa ganhar mais do que o Presidente da República, argumentarão alguns que os "inteligentes" saiem do país, pois que façam boa viágem, todos sabemos que, na maioria dos casos, os "competentes" que estão à frente de empresas e outros organismos públicos, têm na sua sombra, pessoas, essas sim competentes, que lhes proporcionam os louros, e têm metade dos vencimentos deles, ou ainda menos, o país precisa de pessoas com corágem e determinação, para acabar com previlégios inaceitáveis, que, para além das injustiças que jé representam, têm a agravante de piorar, pois funcionam infacionáriamente!


De rodrigo atalho a 17 de Fevereiro de 2011 às 12:59
- O presidente da Comissão Executiva ganha

30.000 €

e os

vogais 17.500 €

.

-

Murteira Nabo

passou agora de 15.000 para

20.000 €

mensais.

Este

dream team

à moda de Portugal, fortemente conotado com o PSD,

emprega e “valoriza” os seus maiores “talentos”. Favores do Estado são aqui

“lavados” depois dos governos PSD cairem...



ANÍBAL CAVACO SILVA (PSD)

Actualmente recebe 3 pensões pagas p/ Estado,

distribuídas da seguinte forma:

-

4.152 €

do Banco de Portugal;

-

2.328 €

da Universidade Nova de Lisboa;

-

2.876 €

da reforma de Primeiro-ministro.

Podendo acumulá-las com o vencimento de P.R. !

ANTÓNIO CARRAPATOSO (PSD)

Figura de proa da

Telecel-Vodafone

e destacado

dirigente do PSD, deixou uma dívida de

700.000 €

(segundo notícia do Jornal Expresso), relativa a

IRS

,

a qual

acabou por prescrever sem ser paga

.

Porque razão prescreveu esta dívida? Porque razão

não se procedeu à cobrança coerciva, dado que o

contribuinte em causa não tem, nem nunca teve,

paradeiro desconhecido?

Aliás, António Carrapatoso nunca deixou de

aparecer, com alguma frequência, nos écrans da

televisão para entrevistas e comentários, onde

sempre defendeu as virtudes do "sistema" em que

vivemos e que nos é imposto. Esta dívida não pode

prescrever porque se trata de dinheiro devido ao

Estado, ou seja a todos os contruibuintes.


De carlosgil a 18 de Fevereiro de 2011 às 00:37
Faço um reparo se me permite:
Presentemente ninguém pode acumular funções publicas juntamente com reformas....o Presidente da Republica abdicou claro das pensões mais baixas...e mais um a reparo....Mexias da EDP.......RECEBE ACTUALMENTE 18.000 EUROS ...POR DIA..............OU SEJA MAIS DE 300.000 EUROS POR MÊS. mais ou menos isso pois ...como sabem eu não sei muito bem fazer contas...!!!
GIL



De rodrigo atalho a 17 de Fevereiro de 2011 às 12:58
GUIDO ALBUQUERQUE (PSD)

Guido Albuquerque

, cunhado de

Morais Sarmento

, foi “transferido” da

ESSO

para a

GALP

. Custo:

17 anos de antiguidade

,

ordenado de 17.400 €

e seguro de vida igual a

70 meses de ordenado.

FERREIRA DO AMARAL (PSD)

Presidente do Conselho de Administração da GALP,

num cargo não executivo, era remunerado de

forma simbólica:

3.000 €

mensais,

pelas

presenças

. Mas, pouco depois da nomeação,

passou a receber

PPR’s

no valor de

10.000 €

, o

que dá um salário de

13.000 €

.

Outros exemplos avulsos, ainda na

GALP

:

- Um engenheiro agrónomo que foi para a área financeira a

10.000 €

/mês;

- A especialista em Finanças que foi para Marketing por

9.800 €

/mês

;


De rodrigo atalho a 17 de Fevereiro de 2011 às 12:57
quando Mexia passou a ser Ministro das Obras

Públicas e Transportes.

FREITAS DO AMARAL (CDS-PP)

Foi consultor da empresa, entre 2003 e 2005, por

6.350 € mensais

, com direito a gabinete e seguro

de vida no valor de 70 meses de ordenado.

MIGUEL HORTA e COSTA (CDS-PP)

O seu

filho

, recém licenciado, entrou para a

GALP

com 28 anos a receber

6.600 €

mensais.



MANUEL QUEIRÓ (CDS-PP)

Casado com

Celeste Cardona

(da CGD),

era administrador da área de imobiliário e recebia

8.000 €

/mês. Com a contratação de

um administrador espanhol, foi-lhe oferecido

novo salário equivalente a 15 anos de

antiguidade

,

pagamento da casa

e do

colégio

dos filhos

, entre outras regalias.



De rodrigo atalho a 17 de Fevereiro de 2011 às 12:56
PEDRO SANTANA LOPES (PSD)

Novo assessor jurídico da

EDP

, nomeado pelo ex-

ministro António Mexia (actual presidente executivo

da EDP); vai receber um ordenado de cerca de

10.000 €

.

ANTÓNIO MEXIA (PSD)

Um quadro superior

da GALP, admitido em 2002,

saiu com uma

indemnização

de

290.000 €

, em

2004. Tinha entrado na GALP

pela mão

de António Mexia

e saiu de lá para a

REFER


De Áculá a 18 de Fevereiro de 2011 às 00:07
É o País que temos. Mas nao se inverte essa tendencia em lado nenhum, por partido nenhum. Monarquia? Anarquia? ETA? Revoluução sem cravos?
Tristeza.
Áculá


De Joaquim Pifano a 16 de Fevereiro de 2011 às 12:26
Olá Gil, Olá Mota
Parabéns uma vez mais pela vossa pronta intervenção em favor do que "ainda parecem ser" os direitos de todos nós.
Concordo com a vossa exposição deixando apenas um pequeno reparo: "...por decisão de uns pouquíssimos..."

de facto são pouquíssimos a decidir, mas desde que o nosso país enveredou pela via democrática,(e ainda bem), esses "pouquíssimos" são legitimados por... muitissimos, às vezes até pela maioria...

abraços
J Pifano



De Marta a 15 de Fevereiro de 2011 às 23:19
Caro amigo Gil, faço das suas as minhas palavras, era bom que os" bem cursados" proferissem algum comentário.Obrigado por este texto, mas acho que mais uma vez vão fingir que não entendem e nem sequer comentam.


De António joão Silva a 15 de Fevereiro de 2011 às 22:28
É realmente inadmissível que na actual crise em que vivemos e que quase todos fazem sacrifícios para a superar apareçam situações em que se contorna o sistema a bem de alguns.


Comentar post

O souselalentejo agradece a todos aqueles que nos visitam diariamente e que queiram fazer deste uma fonte de informação, divulgação e opinião. Mais uma vez se informa que este blog é gratuito, e não tem como finalidade qualquer factor de ordem lucrativa. CONTACTOS: souselalentejo@sapo.pt TRADUZA ESTA PÁGINA PARA INGLÊS/IT TRANSLATES THIS BLOG FOR ENGLISH/TRADUISE CELUI-CI BLOG POUR ANGLAIS juegos gratis

Pesquisar neste blog

 

ARQUIVOS

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


LINKS

Blog Protegido

EUROMILHÕES

Gil Souselalentejo Sousel

Cria o teu cartão de visita
http://profile.imeem.com/uepcVJ/playlist/_uCmDtBY/

blog protegido