Sábado, 15 de Janeiro de 2011

souselalentejo ( Rubrica semanal de Ana Teresa Pina)

Analfabetos emocionais

 

Ontem, um dos meus professores fez a sua despedida de uma carreira de quase 40 anos dedicados ao ensino…

É um daqueles professores que se têm uma vez na vida mas que marcam…é daqueles “ maus ” que obrigam os alunos a estudar, a saber e a compreender o que estão a fazer…

Uma referência tanto no curso como na Universidade…

Falou-nos um bocadinho do seu percurso como professor, do que sempre tentou transmitir aos seus alunos, do que sentia ser o papel de um professor e de como os alunos contribuem ou não para que esse papel seja desempenhado com gosto, dedicação e respeito..

Falou-nos de valores ou da suposta falta deles, de como a escola e a Universidade são fundamentais na transmissão desses mesmos valores e terminou com as suas expectativas em relação a nós…

No meio de tanto que a vida de hoje consegue comportar, há uma coisa que ele  nos desejou, independentemente do nosso percurso futuro…

“ …que não sejam nunca analfabetos emocionais…”

Todo o seu discurso foi calmo, encadeado e coerente, estava bem longe de esperar um desfecho assim…acho que ninguém o esperava…

Sorri a tentar compreender o que quereria aquilo dizer…

Realmente, pensando bem sobre o assunto, há uma nova geração de analfabetos que sabem ler e escrever, sabem utilizar as novas tecnologias como ninguém, mas não sabem o que são afectos…não os sabem sentir, viver nem partilhar…e isso sim é um verdadeiro perigo para as sociedades de hoje que se querem modernas e inovadoras e cada vez mais participativas.

O desenvolvimento que nos rodeia é assustadoramente rápido e de certo modo descontrolado, dificilmente se consegue captar uma pequena parte de tudo o que há para saber e conhecer no mundo, um software hoje está ultrapassado dentro de uma semana, a velocidade a que a informação circula é estonteante, os requisitos, as competências, a economia, os políticos, os milhares que morrem por dia, as descobertas que são feitas todos os dias…tudo isto nos entra em casa, todos os dias a um ritmo assustador…com uma dimensão que não conseguimos compreender…

No entanto, na porta ao nosso lado vive alguém que não conhecemos o nome, nada sabemos da pessoa que nos serve um café todos os dias, quando nos cruzamos com alguém na rua, baixamos a cabeça e fingimos não ver que há ali outro alguém…

Centenas de pessoas que se cruzam todos os dias e que permanecem estranhos por se ter perdido a capacidade de dizer uma palavra ou mostrar um sorriso…

A expressão “relações humanas” está longe de ter o seu significado original, arrisco mesmo a pensar que está longe de ter algum significado…

Cada vez mais as pessoas se sentam atrás de um ecrã, absorvem o mundo por um filtro que controla o que se quer ver ou sentir e, a cada dia que passa, se afastam mais dos outros, do que os outros sentem e, mais grave ainda, dos seus próprios sentimentos…

Será que o mundo perdeu a sua capacidade de se relacionar com o mundo?

Obrigada professor…tentarei fazer a minha parte para nunca me tornar num desses seres analfabetos…

 

Bom fim-de-semana

 

Ana Teresa Pina


PUBLICADO POR: carlosgil às 00:17
LINK DO POST | COMENTAR | Adicionar aos favoritos
3 comentários:
De Ana Gil a 15 de Janeiro de 2011 às 17:47
É verdade quando refere que cada vez + as pessoas mal se relacionam umas c/as outras . Eu ainda sou do tempo em que nas noites de verão todos os vizinhos vinham para a rua com os seus "banquinhos" sentarem-se ás suas portas e era uma alegria, porque as pessoas conviviam muito umas c/as outras, e principalmente as crianças brincavam a determinados jogos que hoje em dia algumas até desconhecem (jogo do elástico, jogo da macaca, à mosca, á apanhada, ao esconde-esconde, cabra cega, etc. ). Hoje quando eu digo à minha filha que no meu tempo não tínhamos computador, nem telemóvel e outras coisas mais, ela olha para mim com uma expressão como a querer dizer: "Oh Meu Deus, coitada da minha mãe deve ter tido uma infância e juventude tão infeliz...como era possível viverem assim?". Pois é, é impensável para esta nova geração, que éramos mesmo muito felizes sem nada daquilo que agora têm. A felicidade para mim não está nos bens materiais, é claro que nos poderá trazer benefícios , até de momento um certo conforto e prazer para nos sentirmos + confortáveis, mas realmente não é o + importante. Também é verdade que quando a Teresa se refere que hoje em dia também vivemos numa sociedade em que gostamos muito de nos sentar em frente da TV, e que por vezes só absorvemos "coisas" que para mim eu chamo de Atentado à Inteligência de qualquer Ser Humano, nisso tem razão, mas também vejo a TV, noutra perspectiva positiva, e por isso vou explicar porquê. Eu vi muita TV quando criança e jovem, cresci a ver a Heidi , o Marco, Uma casa na Pradaria, O Super-Homem, a Super-Mulher , o Sandokan , A Pipi da meias altas, etc. , etc. ...mas também cresci a ver as novelas Brasileiras, que vieram revolucionar as nossas mentes "tacanhas", é verdade, as novelas que começaram nos anos 70, a serem exibidas na nossa TV contribuíram muito para o avançar da nossa mentalidade, mentalidade essa que ainda estava agarrada ao fim recente de uma Ditadura de quase 50 anos, e queria transformar-se numa outra mentalidade de uma Democracia muito jovem e que só foi possível em 74. Sabe Teresa, aqui no Alentejo, + propriamente no nosso Concelho de Sousel, eu lembro-me que só havia tabernas, e depois começaram a existir alguns cafés, sabe, as mulheres estavam quase que proibidas de entrar nesses cafés ou tabernas, como lhe quiser chamar. Nesse aspecto eu penso e noutros aspectos começou a existir + uma "abertura" de mentalidades. Além disso também penso que muitos programas de TV, são educativos, eu posso mesmo dizer que aprendi muita coisa de cultura a ver determinados programas. Na minha maneira de ver as coisas não penso que a TV seja prejudicial, claro que há regras para tudo, há que saber os limites, mas não posso concordar quando diz que existe uma nova geração de analfabetos, não concordo, os tempos são diferentes, e todas as épocas são diferentes, as gerações são diferentes, mas sabe por vezes não são assim tão diferentes. Também não concordo que a TV controla o que se quer ver ou sentir, cada pessoa faz as suas escolhas, eu gosto muito de ver TV, aprendi muita coisa enquanto criança, enquanto jovem, enquanto adulta, faço as minhas escolhas de programas, é também através da TV, que conheço muitos Países e Culturas diferentes, eu adoro conhecer "Mundos" diferentes, é através da TV que também recordo por vezes alguns programas que fizeram parte da minha infância. Para mim a TV é um Mundo que se abre para outros Mundos, que nos dá a conhecer outras realidades, umas por vezes más ou por vezes boas, só há que saber distinguir essa diferença.


De Joaquim Gil a 15 de Janeiro de 2011 às 12:16
De todos os textos que aqui já li da Teresa, este, para mim é o mais importante, só eu sei quanto me custa, estar à minha porta, passar um jovem de cabeça baixa, olhos no chão e nem um bom dia ou boa noite, ignorando totalmente quem está, ou se está, perto de si, falta de educação?, falta de cultura?, não, é pura e simplesmente culpa de uma sociedade individualista, onde cada um pensa em si só, julgando-se o senhor do universo, de quem todos podem depender, mas ele, no seu pedestal, não precisa de ninguém, e se alguém o interpela sobre o motivo de não cumprimentar os seus semelhantes, é peremptório" isso é caretice"


De Zé Piteira a 15 de Janeiro de 2011 às 02:37
Obrigado Ana .... um aluno atento a lições destas !!


Comentar post

O souselalentejo agradece a todos aqueles que nos visitam diariamente e que queiram fazer deste uma fonte de informação, divulgação e opinião. Mais uma vez se informa que este blog é gratuito, e não tem como finalidade qualquer factor de ordem lucrativa. CONTACTOS: souselalentejo@sapo.pt TRADUZA ESTA PÁGINA PARA INGLÊS/IT TRANSLATES THIS BLOG FOR ENGLISH/TRADUISE CELUI-CI BLOG POUR ANGLAIS juegos gratis

Pesquisar neste blog

 

ARQUIVOS

POSTS RECENTES

eis......

DESABAFOS

Nova escola em Sousel

LÁ VEM LUZ, LÁ VAI LUZ......

INJUSTIÇAS

PARTILHO.MAS................

despesismo sem justificaç...

Eleições Legislativas.

água e residuos

JURO QUE NÃO CONSIGO ENTE...

SILÊNCIOOOOOOOOOOOOOOO

psd

bombreiros do dinheiro???...

ninguém entende

estradas de portugal........

euro

Postais do Duarte

NR team

“Despoliticamente falando...

PISCINAS MUNICIPAIS DE SO...

Contestação

souselalentejo

souselalentejo ( A maldiç...

souselalentejo)( Afinal s...

EIS UMA QUESTÃO DE JUSTIÇ...

souselalentejo( reflexão ...

souselalentejo ( Pensamen...

souselalentejo( mais fest...

souselalentejo (Granada o...

souselalentejo>( Eusebio/...

souselalentejo ( Ano novo...

não passou no Tribunal Co...

sousel... ( apelo a alime...

souselalentejo ( desacord...

pois..............Natal.....

A vida é ingrata e injust...

Passe Escolar/ pedido de ...

Culpabilização? e/ ou des...

desabafos politicos

desabafos

facebook/vcs/ blog

souselalentejo / vs/ carl...

Escolaridade minima obrig...

OPINIÃO PESSOAL E DECISÃO...

para o Sr...........Antón...

Sousel..........passe esc...

RTP/ VS/ EDP

Saiba o que muda na sua v...

Portugueses de 1º de 2ª e...

EXTINÇÕES??? OU INTERESSE...

Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


LINKS

Blog Protegido

EUROMILHÕES

Gil Souselalentejo Sousel

Cria o teu cartão de visita
http://profile.imeem.com/uepcVJ/playlist/_uCmDtBY/

blog protegido